Qual notebook escolher: básico, para estudar, gamer, 2 em 1 ou topo de linha? - TECH BOTAL

Qual notebook escolher: básico, para estudar, gamer, 2 em 1 ou topo de linha?


Saiba quais são as configurações mínimas recomendadas na hora de pesquisar por um novo computador portátil em várias categorias. Pessoa digitando no teclado de um notebook
Cottonbro Studio/Pexels
Na hora de escolher um novo notebook, faz muita diferença entender termos como SSD, RAM e até mesmo saber qual é a geração do processador – a parte que cuida das tarefas do computador, como rodar programas e navegar na internet.
A escolha correta desses componentes pode levar a ter uma máquina de desempenho melhor.
✅Clique aqui para seguir o canal do Guia de Compras do g1 no WhatsApp
💻 O Guia de Compras destacou as principais características de cinco categorias de notebooks: básicos, para estudar e trabalhar, para gamers, 2 em 1 (com telas sensíveis ao toque e que também podem ser usadas como tablets) e topo de linha.
Veja abaixo:
Guia de Compras: como escolher notebook
Barbara Miranda/g1
O que significa cada termo:
PROCESSADOR: Quanto mais poderoso e eficiente o processador – o “cérebro” do notebook – mais rápido e suave será o desempenho do notebook em tarefas como navegar na web, rodar programas e jogos.
Então, um notebook para estudar não precisa de um chip tão poderoso quanto o de uma máquina para jogar, que exigirá mais desempenho para rodar o game sem travar.
As fabricantes de processadores mais utilizadas em notebooks com Windows são a AMD e a Intel. A Apple produz seus próprios chips para computadores, que rodam o sistema operacional Mac OS.
Vale notar a geração do chip Intel: a mais recente é a 14ª (identificada apenas como Core 3, 5, 7 ou 9). As gerações anteriores para prestar atenção são a 11ª, 12ª e 13ª (identificadas como Core i3, i5, i7 ou i9).
Para AMD, as máquinas com chip Ryzen são as mais recentes (3, 5, 7 e 9).
Tanto para chips Intel como AMD, quanto maior o número da família (3, 5, 7 e 9), maior será o desempenho do processador – internamente ele tem mais núcleos para executar tarefas simultâneas, para ficar em um exemplo.
Essa diferença também se reflete no preço do notebook: um modelo com Core i3 ou Ryzen 3 será mais barato que um com Core 7 ou Ryzen 7.
Para Apple, as classificações são, respectivamente, M3, M2 e M1.
RAM: é o local onde os aplicativos e o sistema operacional acessam informações rápidas. A regra aqui é: quanto mais RAM, melhor.
As máquinas mais baratas vêm com 4 GB de RAM, mas o mínimo recomendável para qualquer categoria é 8 GB ou mais. Grande parte dos notebooks pesquisados nas lojas on-line já vem com 8 GB de RAM.
ARMAZENAMENTO INTERNO: O aconselhável é ter um notebook com SSD, um disco de estado sólido, que é mais rápido que o HD convencional.
O mínimo de capacidade é 128 GB (que será ocupado em grande parte pelo sistema operacional Windows), mas também vale a regra de “quanto maior, melhor” para guardar fotos, vídeos, documentos e aplicativos.
PLACA DE VÍDEO: Também conhecida como placa gráfica ou GPU (sigla para “unidade de processamento de gráficos”, em inglês), é a responsável por toda a parte de processamento visual em um computador: gráficos, vídeos e efeitos – ou tudo que um game utiliza ao rodar.
A placa de vídeo pode ser do tipo integrada – que compartilha recursos da máquina – ou dedicada, que não compartilha processamento com o resto do computador. E, conforme mais avançada a placa de vídeo, mais caro fica o notebook.
A GPU será indicada pela marca do fabricante: Intel Xe, AMD Radeon ou NVidia GTX ou RTX.
TELA: O tamanho de tela importa pelo tipo de uso – um modelo de 15 polegadas cabe na mochila e pode não ser muito pesado, sendo indicado para trabalhar e estudar.
Já um notebook com display de 17” é mais difícil de levar por aí, mas tem mais “espaço” para rodar vídeos em alta definição e games em tela cheia.
O recomendável é que a tela tenha resolução Full HD (1.920 x 1.080 pixels) para mais ter detalhes na visualização. Máquinas mais baratas virão com resolução HD (720p).
Os notebooks gamers têm telas com altas taxas de atualização (120Hz, 144Hz ou superior). Isso corresponde a quantas vezes a tela “pisca” para atualizar por segundo.
Quanto maior o número, mais rápido o notebook recarrega as informações demonstradas e deixa a sensação de uso com maior fluidez nos games.
CHEQUE AS ESPECIFICAÇÕES: as marcas muitas vezes vendem os notebooks com o mesmo nome e configurações técnicas distintas – e isso pode ter uma variação no preço nas lojas on-line.
Outros guias:
2 EM 1: g1 testa quatro modelos do portátil
PARA ESTUDAR E TRABALHAR: avaliação de 6 notebooks
GAMER: como escolher uma máquina para jogar
TODOS OS GUIAS DE COMPRAS
ATENÇÃO AO SISTEMA OPERACIONAL: alguns fabricantes oferecem versões mais baratas dos seus notebooks com sistema operacional Linux – principalmente nas configurações mais simples.
Isso não é um problema para quem precisa apenas editar textos e navegar na web, mas pode ser para quem precisa de aplicativos específicos para Windows ou rodar jogos.
Na hora da compra, verifique se tem Windows 11 – a versão mais recente – pré-instalada no computador.
Veja a seguir uma lista de notebooks selecionados pelo Guia de Compras, por categoria:
Básicos
Os modelos de notebooks mais básicos custavam entre R$ 2.100 e R$ 3.000 nas lojas on-line consultadas em março.
Acer Aspire 3
ASUS Vivobook Go E1504FA
Dell Inspiron Core i3
HP 240 G8
Lenovo Ideapad 3i
Para estudar/trabalhar
Os notebooks para trabalhar e estudar eram vendidos, em março, na faixa entre R$ 3.500 e R$ 4.400 nas lojas da internet pesquisadas.
Acer Aspire 5
Avell B.on Lite New
Dell Inspiron 15
LG UltraSlim
Samsung Galaxy Book2
Vaio Fe15
2 em 1
Os modelos 2 em 1, com tela dobrável e sensível ao toque, eram vendidos entre R$ 4.800 e R$ 7.900 nas lojas on-line pesquisadas em março.
Acer Aspire 5 Spin Touch
Lenovo Yoga Slim 6i
Samsung Galaxy Book3 360
Para gamers
Os notebooks gamers são os modelos com a maior variação de preço, por conta de configurações mais simples ou mais avançadas.
O modelo da Lenovo custava na faixa de R$ 5.000 em março, o da Dell, R$ 12.000 e o da Asus, R$ 29.000. Os valores foram consultados nas principais lojas on-line no meio de março.
Asus ROG Strix G17
Dell Alienware M16
Lenovo LOQ
Topo de linha
Notebooks topo de linha, ou premium, oferecem as configurações e recursos mais avançados – é a única categoria que dá para encaixar um modelo recente da Apple. Os preços iam de R$ 12.500 a R$ 16.000 nas lojas on-line pesquisadas em março.
Apple MacBook Pro 14″
Asus Zenbook 14X OLED
Samsung Galaxy Book3 Ultra
Esta reportagem foi produzida com total independência editorial por nosso time de jornalistas e colaboradores especializados. Caso o leitor opte por adquirir algum produto a partir de links disponibilizados, a Globo poderá auferir receita por meio de parcerias comerciais. Esclarecemos que a Globo não possui qualquer controle ou responsabilidade acerca da eventual experiência de compra, mesmo que a partir dos links disponibilizados. Questionamentos ou reclamações em relação ao produto adquirido e/ou processo de compra, pagamento e entrega deverão ser direcionados diretamente ao lojista responsável.
Guia de compras: como escolher um tablet

Deixe um comentário